Notícias

Inscreva-se em nossa newsletter

Unidade de tratamento de ar na Indústria Farmacêutica: segurança dos produtos e profissionais

Unidade de tratamento de ar é um dispositivo utilizado como parte de um sistema HVAC.

A maioria é composta por grandes caixas metálicas com ventilador mecânico, elementos de aquecimento e arrefecimento, elementos de filtragem, atenuadores de ruído e grelhas de admissão e saída de ar.

Várias funções do sistema HVAC são realizadas pelas unidades de tratamento de ar, como: ventilação, desumidificação e umidificação, troca de calor e filtragem do ar.

No artigo de hoje, você vai entender como cada uma dessas etapas impacta nos produtos e nos profissionais da Indústria Farmacêutica.

Boa leitura!

Unidade de tratamento de ar na Indústria Farmacêutica

Ventilação

Uma das principais funções da ventilação é fornecer um ar cada vez mais limpo, fazendo a troca, renovação adequada do ar e, principalmente, removendo os contaminantes do ambiente.

Unidade de tratamento de ar na Indústria Farmacêutica2

Desumidificação e Umidificação

A função dos desumidificadores é retirar o excesso de umidade do local, enquanto o umidificador tem a função de aumentar a umidade relativa do ar.

Nos ambientes de produção de medicamentos e nas Indústrias Farmacêuticas, pede-se que os umidificadores não sejam utilizados por serem fontes de contaminação, como por exemplo, promover o acúmulo microbiano.

Umidificadores que não são recomendados para esse fim, pelo motivo de acúmulo de contaminantes:

  • tipo bandeja aquecida;
  • evaporação;
  • atomizadores;
  • e sprays d’água.

Filtros

A filtragem do ar em ambientes de Indústrias Farmacêuticas deve ser extremamente minuciosa, para que além de manter o conforto térmico dos profissionais, também renove o ar e evite qualquer tipo de contaminação no produto.

O grau de pureza do ar pode ser obtido através da correta utilização de filtros nas unidades de tratamento de ar, nos dutos de abastecimento e retorno e também na tomada de ar exterior.

renovar estoque imgs

Existem três tipos de filtros para ambientes de Indústrias Farmacêuticas e cada um tem a sua classificação para cada função, como:

  • Filtros Grossos: indicados para a retenção de partículas consideradas grandes (10 µm) e também podem ser utilizados como um sistema de pré-filtragem para filtros finos. São classificados como G1 a G4.

  • Filtros Médios e Finos: indicados para a filtragem de partículas menores (entre 1 e 10 µm) e como pré-filtro para os filtros absolutos. São classificados como M5, M6, F7, F8 e F9.

  • Filtros Absolutos HEPA: que são os principais responsáveis pelo processo de purificação do ar de partículas minúsculas (menores de 1 µm). São classificados como E10, E11, E12, H13, H14, U15 e U16.

Os filtros mais recomendados para esse fim, devido à maior taxa de sucesso na eliminação de impurezas e partículas minúsculas de fungos e bactérias, são os Filtros Absolutos HEPA.

A AAF Flanders Brasil possui um vasto catálogo de filtros com extrema qualidade e excelência, que estão a pronta entrega de acordo com a sua necessidade.

Entre em contato conosco e conheça.

Solicite um orçamento